Dr. Bruno Grangeiro

Cardiologista em Recife

Graduado em Medicina pela Universidade de Pernambuco, com Residência em Clínica Médica e Cardiologia, ambas pelo Hospital Universitário Oswaldo Cruz/Universidade de Pernambuco. Possui Título de Especialista em Medicina Intensiva outorgado pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB).

Mais de 15 anos de experiência em Cardiologia, atuando em consultório, UTI Geral, Unidade Coronária e pós-operatório de cirurgia cardíaca.

Quando procurar um cardiologista?

Conheça os principais sintomas que indicam a hora de procurar o profissional.

Falta de Ar

Trata-se de um sintoma muito subjetivo. Quando relacionado a miocardiopatia dilatada (coração crescido), geralmente está associado a realização de esforço físico pelo paciente. Inicialmente aparece aos grandes esforços e com o passar do tempo aos médios e pequenos esforços, até apresentar falta de ar ao repouso.

Fadiga e Cansaço

São sintomas comuns em várias doenças. Muitas vezes vem associado com distúrbio do sono, alterações do apetite, dores no corpo, choro fácil, dificuldade de cumprir metas e horários, prejuízo no relacionamento social. Neste caso, provavelmente estaremos diante de um paciente com Síndrome Depressiva. Em outros casos, observamos episódios de falta de ar, dor no peito, formigamento nas mãos e sensação de medo e morte. Provavelmente um caso de Síndrome do Pânico. Causas cardíacas deverão ser afastadas e o tratamento específico instituído.

Dor Torácica

O problema pode estar relacionado a diversas cardiopatias. Quando trata-se da dor que surge durante um esforço físico, no meio do peito, podendo irradiar para os braços, um aperto que melhora com o repouso e tem duração de poucos minutos, é provável que seja um caso de Angina do peito.

Cefaleia

Pode ser sintoma de diversas doenças. Muitas vezes uma avaliação neurológica também é necessária. Em Cardiologia, o mais comum é estar associado a crises hipertensivas e nem sempre uma única aferição da pressão arterial é conclusiva para o diagnóstico, sendo necessário medidas sequenciais, assim como exames complementares.

Palpitações ou Taquicardias

Nestes casos investigamos se o paciente é portador de alguma arritmia, se tem um coração com morfologia e função normais. Avalia-se a existência de algum fator precipitante e inicia-se uma investigação com exames mais específicos.

Desmaio

Existem várias patologias que podem causar perda súbita de consciência (síncope). Desde arritmias, alterações neurológicas, disfunção do nervo vago, alterações metabólicas (hipoglicemia), entre outras. Muita vezes uma história clínica detalhada pode sugerir o diagnóstico. Exames complementares também serão necessários.

Você sabia?

300.000

pessoas sofrem infartos todos os anos, no Brasil.

Destes, 30% são fatais. A maioria destas mortes poderia ser evitada com medidas simples, como uma dieta saudável, prática de atividade física, evitar ingestão de bebida alcoólica, evitar tabagismo, e controle dos níveis de colesterol e da pressão arterial.

Principais Atendimentos

54506383_xxl.jpg

Parecer Cardiológico

Realizado com objetivo de estabelecer um risco cardiovascular (leve, intermediário ou elevado) para o procedimento (cirurgia) que o paciente vai realizar. Muitas vezes também é solicitado para liberação de um paciente para realização de atividade física. Neste caso iremos investigar se o paciente é portador de alguma cardiopatia e está apto ou não para realização de determinada atividade.

Controle de Hipertensão

A hipertensão é uma doença crônica, muitas vezes silenciosa, com graves repercussões. Por isso, quando diagnosticada, deve ser feito um controle rigoroso, pois medidas simples de mudanças de hábito de vida aliado muitas vezes ao uso de medicações, podem causar um impacto de forma muito positiva na vida do paciente. O fato de usar medicações, não significa que a pressão esteja controlada. É preciso atingir as metas preconizadas para que o paciente realmente adquira uma proteção cardiovascular.

atend-bruno-g-02.jpg
atend-bruno-g-03.jpg

Prevenção de evento cardiovascular

Provavelmente uma das tarefas mais importantes no contexto de uma consulta pois ela tem uma ação eminentemente preventiva. Tem como objetivo identificar os pacientes sem queixas, mas que já possuem fatores de risco, que quando presentes aumenta, significativamente a chance do paciente vir a apresentar um infarto ou AVC nos próximos 10 anos. Cabe ao médico identificar e tratar esses fatores. 

Problemas Psicossomáticos

Sendo o coração um órgão de muita simbologia, é comum no consultório de cardiologia ouvir queixas que são frequentes tanto nas cardiopatias quanto nos Transtornos de Ansiedade. O reconhecimento e a orientação para o melhor tratamento, fazem parte do atendimento médico global.

A depressão é uma doença envolta de sofrimento e preconceito e se não for corretamente diagnosticada e tratada, leva o paciente a um grau de sofrimento crônico, com prejuízo em todas as esferas da sua vida.

atend-bruno-g-04.jpg

Você sabia?

+30 milhões

de brasileiros são atingidos pela hipertensão.

A doença contribui, direta ou indiretamente, com 50% das mortes por doença cardiovascular (infarto, AVC, etc.). É uma doença silenciosa e de fácil diagnóstico. Controle do peso, baixa ingestão de sódio, atividade física regular e interrompimento do tabagismo são algumas medidas preventivas eficazes.

Mais que uma consulta

Aliando conhecimento e experiência profissional, procuramos entender as relações do cotidiano com o mecanismo das doenças através de uma visão humanística, tendo como prioridade o bem-estar pessoal e a boa saúde física e mental. 

Currículo

Dr. Bruno Grangeiro

WhatsApp_Image_2018-07-04_at_11.14.39

Formação acadêmica

  • Graduação em Medicina pela Universidade de Pernambuco (1995);
  • Residência em Clínica Médica pelo Hospital Universitário Oswaldo Cruz/Universidade de Pernambuco (1999);
  • Residência em Cardiologia pelo Hospital Universitário Oswaldo Cruz/Universidade de Pernambuco (2001);
  • Título de Especialista em Medicina Intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB) (2009).

Formação complementar

  • Curso de Suporte Avançado de Vida em Insuficiência Cardíaca Descompensada (2009);
  • Participação no XII Congresso Mundial de Terapia Intensiva e XXII Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva, ambos no Rio de Janeiro em 2017.
  • Participação no Congresso Europeu (ESICM) de Terapia Intensiva em Barcelona (2014);
  • Participação no XXVI Curso Nacional de Reciclagem em Cardiologia realizado em São Paulo pela Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp);
  • Preceptor de Medicina na UTI do Hospital Otávio de Freitas.
  • Participação no 39° Congresso da Sociedade Paulista de Cardiologia em 2018

Agende sua consulta

O consultório possui excelente localização, em área nobre da cidade e de fácil acesso, sala de espera confortável e exclusiva para os pacientes com TV e wi-fi.

ou envie uma mensagem

Últimas notícias

SUICÍDIO

  O suicídio ( ou sua tentativa ) é uma situação dramática não só para o paciente como também  para toda sua família, com consequências

Leia mais »
Dr. Bruno Grangeiro | Cardiologia | 11356

2018 © Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.